• Entrega Imediata
  • Frete Grátis

Livro Impresso

CONTABILIDADE DE EMPRESAS COMERCIAIS

  • ISBN:

    9788522430864

  • Edição: 1|2002
  • Editora: Atlas

Acilon Batista de Souza

R$  214,00
In stock
SKU
4202022
ou em até 10x de R$ 21,40
< >
Este livro foi elaborado em função da demanda dos alunos por um texto que apresentasse os tópicos ministrados, contemplando conteúdos cujos aspec

Conteúdo relacionado

  • Formato: Impresso
  • Páginas: 320
  • Publicação: 13/02/2002
  • Capa: Brochura
  • Peso: 0,52 kg
  • Dimensões: 17 X 24
Este livro foi elaborado em função da demanda dos alunos por um texto que apresentasse os tópicos ministrados, contemplando conteúdos cujos aspectos práticos não são encontrados com facilidade em bibliografia publicada. É o caso, por exemplo, de alguns regimes especiais de tributação das empresas comerciais referentes ao ICMS: ICMS diferido e ICMS substituição tributária, bem como alguns fatores sobre o aproveitamento de créditos tributários.
Com a globalização da economia, houve um desenvolvimento acentuado no comércio internacional. Com isso, as empresas passaram a exportar e importar produtos com maior intensidade. Em decorrência do incremento dessas operações, apresentam-se alguns tópicos sobre o Comércio Internacional.
O livro é apresentado em oito partes: 1. Contabilidade comercial ¿ contextualização; 2. Operações de empresas comerciais; 3. Operações com mercadorias; 4. Demonstrações contábeis das empresas comerciais; 5. Contabilidade comercial e aspectos fiscais; 6.  Contabilidade comercial e aspectos legais; 7. Contabilidade comercial e aspectos especiais; 8.
Mercado internacional.

SUMÁRIO

Parte I - CONTABILIDADE COMERCIAL - CONTEXTUALIZAÇÃO

1    O QUE É COMÉRCIO?
1.1    Origem do termo
1.2    Surgimento do comércio

2    EMPRESAS COMERCIAIS
2.1    Conceito
2.2    Função das empresas comerciais
2.3    Empresas comerciais e o direito civil

3    SOCIEDADES COMERCIAIS
3.1    Definição
3.2    Classificação de sociedades comerciais
3.2.1    Segundo seu objeto
3.2.2    De acordo com o aspecto legal
3.2.3    Quanto à responsabilidade dos sócios
3.2.4    Sociedades de pessoas e de capital
3.2.5    De acordo com a mobilidade do capital
3.3    Classificação de sociedades segundo o código comercial
3.3.1    Sociedades em comandita
3.3.2    Sociedades em nome coletivo
3.3.3    Sociedades de capital e indústria
3.3.4    Sociedades em conta de participação
3.4    Outras classificações de sociedades comerciais
3.4.1    Sociedades por quotas de responsabilidade limitada
3.4.2    Sociedades em comandita por ações
3.4.3    Sociedades por ações

4    NOÇÕES BÁSICAS DE CONTABILIDADE COMERCIAL
4.1    Campo de atuação da contabilidade comercial
4.2    Objeto da contabilidade comercial
4.3    A quem interessam as informações geradas pela contabilidade comercial
4.3.1    Proprietários de empresas comerciais
4.3.2    Tomadores de decisão
4.3.3    Instituições bancárias
4.3.4    Organismos governamentais
4.4    Finalidades da informação contábil de empresas comerciais
4.5    Contabilidade como instrumento de gerência de empresas comerciais
4.6    Restrições do método contábil
4.7    Perspectivas para a contabilidade comercial
4.8    Princípios contábeis básicos aplicáveis às empresas comerciais
4.8.1    Conceito de entidade
4.8.2    Conceito de continuidade
4.8.3    Uso da moeda como principal unidade contábil

5    ESQUEMA DE ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL DE EMPRESAS COMERCIAIS
5.1    Equilíbrio contábil: os dois pratos da balança
5.2    Conceitos de capital
5.3    Reflexo no balanço patrimonial mediante constituição do capital de empresas comerciais e início das operações
5.4    Contas
5.4.1    Exemplo de conta
5.5    Mecanismo de débito e crédito
5.6    Método das partidas dobradas
5.7    Utilização de contas para os registros contábeis no livro diário
5.8    Exemplos de partidas de diário e reflexo nos razonetes

6    PLANO DE CONTAS DE EMPRESAS COMERCIAIS
6.1    Padronização
6.2    Porte da empresa
6.3    Ramo de atividade
6.4    Sistema de registros contábeis
6.5    Interesse dos usuários
6.6    Apresentação de um plano de contas de uma empresa comercial

7    CONSTITUIÇÃO DE EMPRESAS COMERCIAIS
7.1    Livros de escrituração de empresas comerciais
7.1.1    Diário
7.1.2    Razão
7.1.3    Registro de inventário
7.1.4    Registro de entradas
7.1.5    Registro de saídas
7.1.6    Registro de apuração do ICMS
7.1.7    Registro de ocorrências
7.1.8    Registro de controle dos estoques
7.1.9    Outros livros fiscais das empresas
7.2    Demonstrações contábeis de empresas comerciais

Parte II - OPERAÇÕES DE EMPRESAS COMERCIAIS

8    IMPOSTOS E TAXAS INCIDENTES SOBRE VENDAS
8.1    Imposto sobre produtos industrializados
8.1.1    Registros contábeis da empresa vendedora
8.1.2    Registros contábeis da empresa compradora
8.2    Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS)
8.2.1    Alíquotas do ICMS81
8.2.2    Prazo de recolhimento do ICMS
8.2.3    ICMS - Regime normal
8.2.4    Regimes especiais de tributação
8.2.5    Aproveitamento de créditos tributários
8.2.6    Diferença de alíquotas
8.3    Programa de integração social (PIS)
8.3.1    Contribuintes do PIS
8.3.2    Base de cálculo do PIS
8.3.3    Alíquota e contabilização do PIS
8.3.4    PIS sobre as demais receitas
8.3.5    Classificação da despesa com PIS
8.3.6    Prazo de pagamento
8.4    Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins)
8.4.1    Contribuintes da Cofins
8.4.2    Base de cálculo da Cofins
8.4.3    Alíquota e contabilização
8.4.4    Classificação da despesa com Cofins
8.4.5    Prazo de pagamento
8.5    Forma de apresentação dos impostos e taxas incidentes sobre vendas na DRE

9    APURAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO
9.1    Elaboração do balancete de verificação
9.2    Lançamentos de ajustes
9.3    Encerramento das contas de resultado
9.4    Transferência do resultado para a conta de patrimônio líquido
9.5    Elaboração da demonstração do resultado do exercício
9.6    Elaboração do balanço patrimonial

10    OPERAÇÕES FINANCEIRAS
10.1    Fluxo de caixa
10.2    Aplicações financeiras de curto prazo
10.2.1    Operações de mercado aberto
10.2.2    Letras de câmbio
10.2.3    Depósitos a prazo fixo
10.2.4    Certificado de Depósito Bancário (CDB)
10.2.5    Forma de contabilização
10.2.6    Exemplo de contabilização
10.3    Empréstimos e financiamentos
10.4    Operações com recebíveis
10.4.1    Desconto de títulos
10.4.2    Desconto de cheques
10.4.3    Forma de contabilização
10.5    Títulos em cobrança

11    PROVISÃO PARA CRÉDITOS DE LIQUIDAÇÃO DUVIDOSA
11.1    Cálculo da provisão
11.2    Registro da provisão

12    FOLHA DE PAGAMENTO
12.1    Data de pagamento dos salários
12.2    Modelos de folha de pagamento
12.3    Verbas que devem constar da folha de pagamento
12.4    Verbas rescisórias
12.5    Elaboração da folha de pagamento
12.6    Contabilização da folha de pagamento
12.7    Considerações complementares sobre a folha de pagamento
12.8    Adiantamento de salários
12.9    Empréstimos a empregados
12.10    Pró-labore
12.11    Pagamento dos salários e encargos

13    ATIVO PERMANENTE E DEPRECIAÇÃO, AMORTIZAÇÃO E EXAUSTÃO
13.1    Métodos de depreciação
13.1.1    Métodos de depreciação em função do tempo
13.1.2    Métodos de depreciação em função da produção
13.2    Registro da depreciação
13.3    Ativos não depreciáveis
13.4    Venda de ativo imobilizado
13.5    Troca de ativo imobilizado
13.6    Amortização e exaustão

Parte III - OPERAÇÕES COM MERCADORIAS

14    OPERAÇÕES COM MERCADORIAS
14.1    Compra de mercadorias
14.1.1    Devolução de compras
14.1.2    Descontos obtidos (para não-devolução de compras)
14.1.3    Abatimentos e descontos comerciais
14.1.4    Frete, seguros e outros custos sobre compras
14.1.5    Descontos financeiros obtidos
14.2    Venda de mercadorias
14.2.1    Mercadorias recebidas em devolução
14.2.2    Descontos concedidos
14.2.3    Abatimentos e descontos comerciais sobre vendas
14.2.4    Frete, seguros e outras despesas sobre vendas
14.2.5    Descontos financeiros concedidos
14.3    Forma de apresentação na DRE
14.4    Recuperação de impostos
14.5    Controle de estoques
14.5.1    Controle periódico
14.5.2    Controle perpétuo

15    RESULTADO COM MERCADORIAS
15.1    Apuração do custo das vendas
15.2    Apuração do resultado com mercadorias

16    VENDAS RECEBIDAS MEDIANTE CARTÃO DE CRÉDITO
16.1    Custo financeiro
16.2    Vantagens para a empresa
16.3    Forma de contabilização

Parte IV - DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS EMPRESAS COMERCIAIS

17    DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE)
17.1    Grupos de contas
17.2    Forma de apresentação
17.3    Modelo de demonstração do resultado do exercício

18    BALANÇO PATRIMONIAL (BP)
18.1    Grupos de contas
18.1.1    Ativo
18.1.2    Passivo
18.1.3    Patrimônio líquido
18.2    Forma de apresentação
18.3    Modelo de balanço patrimonial

19    DEMONSTRAÇÃO DOS LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS (DLPA)
19.1    Forma de apresentação

20    DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR)
20.1    Obrigatoriedade de apresentação
20.2    Fontes de origens e aplicações
20.3    Forma de apresentação

21    DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (DMPL)
21.1    O que deve conter a DMPL
21.2    Forma de apresentação

22    NOTAS EXPLICATIVAS
22.1    Obrigatoriedade de divulgação
22.2    Recomendações da CVM

23    CONSOLIDAÇÃO DE BALANÇOS
23.1    Objetivo da consolidação
23.2    Quem está obrigado a fazer consolidação
23.3    Técnicas de consolidação
23.3.1    Soma dos saldos das contas
23.3.2    Uniformidade de critérios contábeis
23.3.3    Eliminações
23.3.4    Controle das operações intercompanhias
23.4    Reflexo da consolidação
23.4.1    Nos impostos
23.4.2    Para os investidores e credores
23.4.3    Para a administração/gerência
23.5    Demonstrações contábeis consolidadas
23.6    O processo de consolidação na prática
23.7    Controle total
23.8    Controle parcial
23.9    Operações de compra e venda intercompanhias
23.9.1    Consolidação sem lucro nos estoque


Acilon Batista de Souza

Mestre em Administração de Empresas pela UnB

Especialista em Contabilidade pela UnB

Bacharel em ciências Contábeis pela UnB

Professor universitário ma Universidade de Brasília, na Faculdade Euro

Americana e na Faculdade de Ciências e Tecnologia de Unaí (MG)

Coordenador do curso de pós

graduação Gestão Financeira e Controladoria na Faculdade de Ciências e Tecnologias de Unaí (MG)

Assessor da Auditoria Interna, órgão da direção geral do BB em Brasília